A gordura trans é um tipo de gordura formada através do processo de hidrogenação dos óleos vegetais. O consumo de gordura trans, mesmo em baixas quantidades, está relacionado com o aumento do risco para várias doenças crônicas não transmissíveis, como as doenças do coração. Por esta razão, a Organização Mundial da Saúde recomenda um limite máximo diário de consumo de 1% das calorias totais do dia. Isso significa que, em uma dieta de 2.000kcal, o máximo de consumo por dia seriam 2g.

Este tipo de gordura é amplamente utilizada pela indústria de alimentos e geralmente está entre os ingredientes de sorvetes industrializados, batata congelada pré-frita, hambúrguer industrializado, salgadinhos, bolos industrializados, biscoitos recheados, biscoito de polvilho, pães de queijo, pipoca de micro-ondas, macarrão instantâneo e muitos outros!

A gordura trans é um dos critérios que fazem parte do algoritmo que calcula o food score do Desrotulando. Faz-se o cruzamento da informação da tabela nutricional com a lista de ingredientes do produto, pois, nem sempre a gordura trans está informada na tabela de informação nutricional. Isso pode ocorrer porque a Resolução RDC nº 360/2003 estabelece como “não significativa” quantidades menores ou iguais a 0,2 g de gordura trans por porção. Ou seja, essas quantidades podem aparecer como 0 g na tabela nutricional. 

Sendo assim, no Desrotulando, se o produto apresentar 0 g de gordura trans, mas contiver óleos ou gorduras na lista de ingredientes que podem ser ou são gordura trans, o algoritmo identifica tais termos para realizar a qualificação do produto.

Encontrou sua resposta?